IGL propõe leite e derivados nas cantinas de escolas gaúchas

21 mar IGL propõe leite e derivados nas cantinas de escolas gaúchas

IMG_0746

Presidente do IGL, Gilberto Piccinini entrega documento ao deputado Tiago Simon

Tramita na Assembleia Legislativa projeto de lei que tem a finalidade de promover a alimentação saudável nas escolas estaduais do Rio Grande do Sul. O PL 23 /2016, de autoria do deputado Tiago Simon, estabelece itens de alimentos que devem ser vendidos em cantinas e similares instalados em escolas públicas e privadas do RS, e proíbe a venda de produtos que colaborem para a obesidade, o diabetes e a hipertensão. E, por iniciativa do Instituto Gaúcho do Leite (IGL), o PL receberá uma emenda para incluir o leite e seus derivados entre os alimentos que devem constar obrigatoriamente no cardápio das cantinas. Para o presidente do IGL, Gilberto Antonio Piccinini, por sua importância nutricional, o leite e os seus derivados devem retomar espaço na alimentação das crianças.

Nas últimas quatro décadas, o excesso de peso entre as crianças brasileiras aumentou mais de três vezes. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Ministério da Saúde, um terço das crianças de cinco a nove anos está acima do peso recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), transformando a obesidade infantil em epidemia. E o Rio Grande do Sul é o Estado com a maior prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.