slider_interno

Palavra do presidente
Gilberto Antonio Piccinini



Você está visitando o site do Instituto Gaúcho do Leite (IGL), mecanismo criado recentemente para auxiliar-nos no cumprimento dos nossos objetivos. Aliás, poderíamos dizer que tudo aqui é novo. O próprio IGL, constituído há pouco mais de um ano – 11/02/2014 – como “entidade representativa do setor produtivo do leite e dos produtos lácteos”, conveniado com o Estado, “objetivando promover a coordenação da produção, do desenvolvimento e da competitividade da cadeia produtiva do Leite e dos produtos lácteos, nos termos dos objetivos gerais e específicos do Fundoleite/RS”. É, portanto, fruto de uma determinação legal inserida na Lei Estadual nº 14.379, de 26/12/2013, aprovada por unanimidade pela Assembléia Legislativa gaúcha e que institui o Fundo de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite do Rio Grande do Sul (Fundoleite/RS). E tudo isto sob a égide da Lei Estadual nº 14.378, também de 26/12/203 e igualmente aprovada por unanimidade. Institui o Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite no Rio Grande do Sul (Prodeleite/RS) e cria o Sistema Integrado de Pesquisa e de Inovação Tecnológica da Cadeia Produtiva do Leite.

O IGL se insere num modelo inovador de funcionamento e gestão da cadeia leiteira gaúcha – em implementação, mas já com diversas ações concretas – constituído da trilogia Prodeleite/RS, Fundoleite/RS, IGL. Esta traz para nosso meio a metodologia de funcionamento de diversas cadeias do leite observadas em diferentes países onde este segmento está desenvolvido, organizado e constitui-se em player competitivo nos seus mercados internos e no mercado internacional. O IGL deve procurar ficar, sempre, na coordenação, no estratégico, no papel de catalisador e de difusor. A ação e o protagonismo são das suas trinta e cinco entidades associadas e das demais entidades da cadeia produtiva do leite do Estado. Nossa responsabilidade é enorme. Estamos lidando com um segmento agropecuário e agroindustrial dos mais importantes economicamente. Mas, sem dúvida, o mais relevante socialmente: envolve milhares de famílias de produtores sem outra opção econômica, centenas de municípios onde a atividade é fundamental, centenas de indústrias de todos os portes com milhares de empregos diretos e, com a satisfação de milhões de consumidores. Portanto, bem vindo ao nosso meio. Venha enfileirar-se conosco.

O IGL se insere num modelo inovador de funcionamento e gestão da cadeia leiteira gaúcha.

Parceria: