Instituto Gaúcho do Leite reforça trabalho de interiorização

19 jun Instituto Gaúcho do Leite reforça trabalho de interiorização

Reunião CosulatiO Instituto Gaúcho do Leite (IGL) inaugurou nesta semana um trabalho de base com os seus associados. Na quinta-feira (18/06), o presidente, Gilberto Piccinini, e o diretor executivo, Ardêmio Heineck, visitaram a Cosulati, de Pelotas, para apresentar os projetos da entidade e para falar de um projeto de saneamento das propriedades dos associados da cooperativa para brucelose e tuberculose. O encontro, que ocorreu com o presidente da Cosulati, Arno Kopereck, e o diretor comercial, Jones Raguzoni, na sede da empresa, serviu também para a apresentação de projeto de expansão de mercados da cooperativa. A Cosulati recentemente foi habilitada para exportar leite em pó. “A cooperativa representa um pulmão econômico para a região”, reconhece Heineck.

Já nesta sexta-feira (19), o diretor executivo do IGL seguiu para Frederico Westphalen, para tratar do processo de credenciamento oficial do Laboratório de Análise de Alimentos, da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). De acordo com o professor Sandro Rogério Giacomelli, do Departamento de Ciências Exatas e da Terra da URI, o credenciamento pode sair neste ano.

“O IGL tem muito interesse no credenciamento do laboratório da URI, porque ele vai beneficiar toda a cadeia produtiva do leite gaúcha”, afirma Heineck. “Por isto, prontamente colocamos o Instituto à disposição da URI para auxiliar nas articulações necessárias à que o credenciamento aconteça”, acrescenta. O dirigente lembra que atualmente o Estado conta com apenas três laboratórios credenciados junto ao Mapa, localizados em Passo Fundo, Lajeado e Pelotas. O novo laboratório ficaria situado a 550 quilômetros de Pelotas, na Zona Sul, a 200 quilômetros de Passo Fundo, no Norte do Estado, e a 400 quilômetros de Lajeado, no Vale do Taquari.

À noite, Heineck participa do Seminário de Impactos da Brucelose e Tuberculose na Cadeia Produtiva do Leite. O diretor executivo falará sobre as ações do IGL na articulação da cadeia leiteira do Rio Grande do Sul.

No Comments

Post A Comment